terça-feira, 1 de junho de 2010

gerei um anjo


Bom vou contar um pouquinho de como eu cheguei até essa gravidez,apesar de não ter tido
sucesso.
Eu tenho um filho lindo de 7 anos,tive uma gravidez com enjôos mais sentia que tudo ia correr bem,sofri no parto e guardo até hoje as lembraças daquele dia,onde eu quase perdi meu filho porque os médicos não queriam fazer cesariana e estavam esperando para o parto normal,até que o coração dele foi diminuindo o ritimo e fui encaminhada para o centro cirurgico as pressas,tudo correu bem depois de tanto sofrimento descaso e dor ,hoje tenho um filho lindo que é a minha maior alegria! graças a DEUS por isso.
mas depois que tive o RIANN alguns mêses depois comecei a ter problemas com fortes cólicas e hemorragias,quando eu mestruava precisava ir para o hospital tomar injeção para conter o sangramento e a dor era intensa,quando eu não ia para o hospital ficava dias mestruada,nem podia sair de casa,sujava tudo.
Procurei varios médicos e cada um falava uma coisa,então até que recebi o diagnostico de adenomiose endometriose dentro do útero,(ainda hoje não entendo muito sobre isso cada medíco tem uma explicação),como eu já ia para os médicos com o diagnostico feito eles não se preocupavam em pedir exames nem nada,uma médica chegou a me dizer que não existia tratamento e como eu não podia mais engravidar o melhor era retirar o útero(histerectômia)eu já estava cansada e até pensei em fazer a cirurgia,mas queria ter +filhos e nenhum médico podia me falar que eu não podia mais ter, DEUS ia me dar pois eu confiava nele,a cirurgia fora marcada e eu não compareci,procurei outro médico que fez como nenhum outro médico havia feito,pediu varios exames e não se prendeu apenas aos exames que eu ja tinha feito nem ao diagnostico de adenomiose,descobriu uma infecção que provavelmente havia pego durante o parto e como foi duro acabar com ela tomei vários medicamentos,eu tinha infecção urinaria direto,mas para os médicos tudo era normal,pois bem continuei meu tratamento tomei outras medicações para dor e para parar de mestruar,dali poucos mêses eu não sentia mais nada,nenhuma dor e sem sangramento pude ter uma vida normal,mas como quando não estamos mestruando já achamos que estamos grávidas ''engravidei várias vezes'' rsrsrs só na minha cabeça mesmo,coitado do meu marido todo mês eu tava fazendo exame pra saber se estava grávida,ele nem dava mais ouvido.Mas até que a injeção para não mestruar mais me deu hemorragia e eu fui parar no hospital de novo,dai não pude mais toma-la por alguns mêses,como todo anticoncepcional me faz mal também não tive muito sucesso,até que voltei para a injeção e mais uma vez me deu hemorragia,fui proibida de toma-la,não fazia mais efeito,então fui para os comprimidos ,tomei vários sempre passando muito mal,engordei uns 10 kilos,eu saia na rua todo mundo queria saber o que era aquilo que estava acontecendo comigo,pois sempre fui muito magra.Sei que o médico tentou mais várias coisas e nada deu certo até que ele chegou a me dizer que não sabia o que fazer mais,disse que a parte dele ele tinha feito e me mandou procurar cura nas igrejas,pois não tinha explicação,o mellhor era ter fé já que os médicos não sabiam o que fazer,sai de la arrasada,no outro dia tava procurando outros médicos,mas não sentia segurança com nenhum tinha ficado quase 4 anos tratando com aquele médico e ja tinha demorado demais para achar alguém que me ajudasse,porém não desistir,achei varios outros voltei do zero,comecei todo o tratamento,e por várias vezes não deu resultado,por fim encontrei uma médica japonesa em que apostei tudo nela,pensei ah japonesa tem que saber(rsrsr)fiz um novo tratamento e nada deu certo eu ja havia tomado quase todos os tipos de anticoncepcional,a injeção não podia mais e nada parava minha dor,eu então falei da histerectomia ela não concordava achava que ia resolver sem precisar passar por a cirurgia,porém viu que não existia mais nada a ser feito,ao menos ela não conhecia outra forma,meu marido sofria muito com tudo isso,eu via que ele queria outro filho mais ele sempre falava que o melhor era eu operar,assim acabaria com a minha dor,eu tinha medo dele se cansar e ir embora,então conversamos eu e a médica ela me disse que não tinha mais o que fazer e me perguntou se eu não queria engravidar,eu disse que sim mais que naquele momento eu não podia por questões financeiras e por falta de tempo,ela me disse que era minha chance,se eu conseguisse iria ficar 9 mêses sem sofrimento e depois do nascimento a gente fazia a histerectômia,mais me avisou que talvez eu precisasse fazer tratamento pois meu útero estava cheio de resto de mestruação que ja havia grudado e aquilo podia impedir a passagem do espermatozoide,fiz uma nova eco e la deu pra ver o tanto de coisa tinha no meu útero,chega deu medo,então ela me disse que era praticamente impossivel eu engravidar,sai de la sem chão e entreguei nas mãos de DEUS só ele sabia o que podia fazer,conversei com meu marido ele pediu que eu fizesse a cirurgia que depois a gente adotava um bb,mas eu não queria,fui levando a vida,tomando a medicação que a médica passou outro anticoncepcional para eu não sangrar,era só pra isso que eu tinha que tomar porque risco de engravidar para os médicos eu não tinha,mas me senti muito mal parei a pilula e liguei pra médica,infelizmente ela havia viajado e so voltaria na proxima semana,então parei o remedio e não evitei,pra que né.
3 semanas depois nada da minha mestruação descer ,já nem sabia se achava bom ou ruim,fui pra aula(faço enfermagem) la na sala uma colega estava fazendo exame de betaHCG,ningúem quis ir eu fui e tirei meu sangue,eu e outra colega,eu super tranquila,só vi a comemoração,era meu resultado que havia dado positivo,nem acreditei,repeti o exame,eu sentia uma mistura de medo e preocupação,afinal eu não podia ter filhos,fui pra casa chorando igual uma criança,conversei com meu marido que ficou super emocionado,já saiu ligando pra todo mundo numa felicidade incrivel,disse que sentiu vontade de viver de estar vivo e sei que fez varios planos na sua cabeça,no outro dia cheguei cedo na médica com meu exame na mão ,ela nem acreditou e começamos o pré natal.a primeira eco que fiz não apareceu embrião ,já sai de la esperando o pior,fiz a segunda depois de 10 dias e la estava meu bb bem pequeno ainda mais já estava la com seu coraçãozinho batendo super normal,tudo certo,mais eu sentia um medo,não sabia explicar,sentia que algo não ia bem,não me via com meu bb nos braços,as pessoas falavam que era porque eu tava enjoando muito que ia passar,mais eu sentia forte,enjoando sempre e tomando médicação pra enjôo comecei a sentir colicas mas para os medicos tudo era normal,era pelo crescimento do bb,comecei a sentir minha barriga doendo muito na parte de cima,ai a resposta era que de tanto eu vômitar estava com dor,minha cabeça começou a doer sem parar muito forte e a resposta era que eu vômitava muito e estava fraca,minha pressão aumentou e falaram que estava normal,mesmo eu dizendo que minha PA era sempre baixa,tudo tinha explicação e tudo sempre foi normal,mais eu sentia que não era,fiz o que pude procurei varios médicos desistir de tudo apenas ficava em casa deitada para que não perdesse meu bb e nada do que eu fiz serviu pois tinha que ser,ao menos não me culpo.
enfim cheguei ao 4º mês fui fazer a utra de rotina e estava super anciosa para saber o sexo,deixei em casa a torcida(sogro,sogra,filho) esperando a resposta,chegando na clínica senti arrepio e um medo gigantesco,falei para meu marido entrar comigo e olhar o bb por mim,eu ia fechar os olhos e se tinvesse tudo bem eu abria,ele achou uma bobeira,eu tbém não entendi,até que na minha vez chegou uma mãe aflita dizendo que seu bb não tava mexendo e entrou na minha frente,eu deixei afinal meu bb tava bem eu ainda não o sentia mexer,na verdade sentia mais os médicos diziam ser gases( tinha 3 dias que ele tinha morrido e eu não tinha sentido mais) porém como os médico falavam que era gases eu pensei que tava tudo certo,a mulher entrou,e logo depois saiu super sorridente,dai eu pensei graças a Deus ta tudo certo e entrei e la tive a pior notícia da minha vida,meu bb estava morto,nunca vou esquecer aquela frase nem a imagem do meu bb de cabeça pra baixo todo formadinho como se tinvesse pensando na vida com a mãozinha na testa,o dia horrivel,chorei muito como nunca chorei na vida,chegando em casa ainda tive que deparar com a cena da ''torcida'' esperando pra sabre novidades quanto ao sexo,foi muito dolorido e continua sendo,hoje fazem 12 dias que meu bb se foi e eu vivo numa mistura de risos sem motivo e choro de dor.

já busquei várias explicações,já culpei os médicos pelo descaso,culpei rémedios pra enjôo,vitáminas que tomei na emergência,só não culpei a vacina da gripe porque tomei no dia da ultra.
Sei que tudo isso vai amenizar mais esquecer jamais esquecerei,carregarei para sempre o fantasma de tudo isso que estou passando.

2 comentários:

Adriana disse...

Nanda, eu sei bem o q está sentindo, e sei q esse misto de alegria e tristeza deixa a gente doida, porém cabe a nós mesmas a decisão de permanecer no sofrimento ou levantar a cabeça e enfrentar a vida de frente. Eu sofri durante semanas! Mas hj a dor não me incomoda mais, e pode parecer besteira, mas sou feliz de saber q tenho um anjinho no céu, olhando por mim e esperando pelo dia q nos reencontraremos! Eu tenho fé nisso! Quanto aos amigos, é nesses momentos q descobrimos quem é quem. Graças a Deus tenho amigos maravilhosos, preocupados... até hj me ligam pra saber como estou e me visitam. Mas minha força maior vem da família e do marido, sou muitíssimo grata a Deus por isso! Se apegue em sua família e pense q essa dor vai amenizar até se tornar numa saudade. Confie!!!

Beijos e fique com Deus

cristiane disse...

oi,meu nome e cristiane,sei o que voce esta sentindo,porque a 4 meses perdi meu filho,fiquei casada com o primeiro tive um aborto com 2 meses de gravidez,depois disto nao quis mas engravidar sofri muito,tantas coisas aconteceu e vi que deus estava na minha vida foi bom nao ter tido aquele filho pois a familia dele fez da minha vida um inferno,mas passou graças a deus depois de tanto sofrimento me sepsrei, e conheci o amor da minha vida um homen totalmente diferente do meu ex e a familia sem palavras maravilhosa,me casei novamente,e fiquei gravida,tive muito medo no começo medo de perder,mas passou foi super bem a gravidez,e depois de nove meses nasceu meu bebezinho lindo perfeito,com 52 dias em casa passou mal,foi parar em uma uti ficou 2 meses na uti e veio a falecer,saber o que é pegar no colo,dar de mamar,dar banho ....e tudo isto acabou,minha vida ficou muito triste,meu marido nem se fala como ele esta,mas vejo que na vida ,nen as coisas que deus faz nao podemos saber,nem julgar deus sabe de tudo,a coisas que nao sabemos o que falamos e pensamos mas deus sabe de tudo,para deus nada é impossivel,procure deus ele pode reverter essa situaçao,persevere,lute vc e lutadora,jesus te ama bjs